Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016
Porque passei a utilizar a UBER

uber_taxi.jpg

 

Para mim, que pouco utilizava táxis, uma das mais-valias era a possibilidade de marcar de véspera ou até antes um táxi.

 

Divirtam-se com o que se passou em Julho, antes de ir de férias para a Madeira:

 

Dia 19 de Julho inscrevi-me no site da Teletaxis. Até hoje nunca recebi o código de acesso.

 

Face a isto, no dia 22 inscrevi-me no site da Retalis. Até hoje também nada recebi...

 

No dia 23, Autocoop. Passados uns minutos, lá vem o acesso. É desta! Preencho a inscrição, indico o dia e hora e coloco nas observações que temos malas grandes. E fico a aguardar confirmação. Que não vem... Na véspera, decido telefonar a perguntar como é. Está confirmado, diz-me a senhora com quem falo. E acrescenta - vi nas observações que as malas são grandes, vou alterar o táxi que vai!

 

De madrugada, quando o táxi chegou a minha casa, nem queria acreditar... Uma carrinha minuscúla, onde com muita boa vontade o taxista conseguiu colocar as malas que foram até ao aeroporto de forma bem arrejada, presas por cordas...

 

Face a isto, decidi experimentar a Uber. Carro grande, limpo, motorista educado. EXCELENTE SERVIÇO! Paguei mais 10 ou 15%? Não interessa, prefiro.

 


tags: ,

publicado por João Carvalho Fernandes às 21:12
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Setembro de 2016
É A GLOBALIZAÇÃO...

Hoje, enquanto lia o jornal espanhol ABC, fumei um Tuscano italiano, acompanhado por uma Cuba Libre, com coca-cola americana e rum madeirense...



publicado por João Carvalho Fernandes às 17:12
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Setembro de 2016
NÃO ESQUECEREMOS

11setembro2001.jpg

 



publicado por João Carvalho Fernandes às 20:30
link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Setembro de 2016
HOME IS WHERE THE HEART IS

 



publicado por João Carvalho Fernandes às 01:27
link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Agosto de 2016
PORTAS - O aldrabão troca-tintas, sem princípios

Adoro ler actas dos plenários da Assembleia da República. São muito educativas. Como o do dia 28 de Abril de 2000

 

Durão Barroso (PSD) — Fala-vos quem julga ter alguma autoridade na matéria e quem deu muito do seu esforço para que aquele país conhecesse finalmente a paz. Se esta, infelizmente, não veio a concretizar-se, nunca esteve tão perto como quando foi prosseguida, com honestidade e determinação, por Portugal.

Não escondo que sempre procurei desenvolver boas relações com o governo angolano internacionalmente reconhecido e reconhecido por Portugal. Não por qualquer proximidade ideológica,…

Risos do CDS-PP.

… que obviamente não existia, mas por entender que era do interesse nacional fazê-lo.

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — Até foram ao comício do MPLA!

………………………………………………………………………

O Orador: — Se todos esses países, incluindo Angola, se reclamam seguidores dos valores democráticos,…

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — Angola?! País democrático?!

O Orador: — … se todos esses países, incluindo Angola, se reclamam multipartidários, se todos esses países reclamam apego a valores democráticos, nada impede — bem pelo contrário — que a relação bilateral deva prestar especial importância a esses aspectos.

Portugal não pode, em nome de uma política de Estado, remeter-se a um silêncio cúmplice perante violações manifestas dos direitos humanos.

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — E a matança de Luanda?!

 

 

Agora, comparem com as declarações de 20 de Agosto de 2016:

"As pessoas que acham que a missão do Estado português é dizer aos angolanos como é que eles devem ser angolanos, eu acho que estão enganadas", afirmou.

Paulo Portas reiterou que o seu prisma é sempre defender o interesse nacional e de qual deve ser a missão externa do Estado português.

"E portanto, nós bem sabemos que os tempos não são fáceis e precisamente em tempos que são mais difíceis é necessário afirmar os laços de cooperação e o país precisa de construir pontes, não precisa de retóricas de confronto", disse.

 

 



publicado por João Carvalho Fernandes às 23:31
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Julho de 2016
O TEU ROSTO SERÁ O ÚLTIMO - JOÃO RICARDO PEDRO

OTeuRosto.jpg

"Por isso, enquanto for novo e dinheiro não me faltar, adeusinho, ó pátria lusa mais as estrofes de Camões, que só um país miserável tem um poeta zarolho como herói nacional."

"E quando me apareciam aqui com ovelhas doentes? Ó doutor, veja-me lá esta ovelha, que lhe deu a malina. Traga-a cá. Dê-lhe isto. Ao almoço e ao jantar. Se não melhorar, volte cá para a semana. E eu a preencher fichas médicas com nomes de ovelhas e vacas e cães. Havias de ver como isto era, pergunta à tua avó."

"Até que, um dia, Duarte perguntou: «Pai, quem é que foi o Salazar?» O pai respondeu sem hesitações: «Foi um defesa esquerdo do Belenenses.»"



publicado por João Carvalho Fernandes às 00:03
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 24 de Junho de 2016
WELL DONE, MR FARAGE!

Tivesse o povo português metade do inconformismo e da coragem do inglês e o país não estaria como está!

 

Foto de uma das visitas de Nigel Farage a Portugal, em Novembro de 2006.

 

IMG_5098.jpg

 

 

 



publicado por João Carvalho Fernandes às 09:23
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Abril de 2016
SIM A MENOS BARRAGENS

A propósito da decisão (tardia) do governo actual de desistir da construção de algumas barragens, lembrei-me das declarações prestadas por mim, à porta da EDP, no dia 25 de Maio de 2011, a meio da campanha das eleições legislativas. Presente apenas a jornalista Andreia Brito da Antena 1, que as colocou no ar. Sintomaticamente no resto da campanha só voltou a aparecer algum jornalista no último dia de campanha e ao fim da tarde...

IMG00153-20110524-1922.jpg

Os candidatos do Partido da Nova Democracia pretendem fazer alguma luz sobre mais umas ruinosas negociatas feitas pelo poder, negociatas essas que os portugueses vão pagar durante muitos anos!

Trata-se da Parceria Público Privada para as barragens. Estranhamente, esta é quase desconhecida do público em geral, apesar de representar 12% do total do investimento, ou seja o triplo do TGV, de que tanto se fala.

A ausência deste tema da discussão política é mais um daqueles mistérios que há em Portugal, onde alguns poderosos se habituaram a condicionar tudo e todos, sem serem confrontados. Com o PND no Parlamento, isso vai acabar!

Esta PPP representará um custo anual de 24 milhões de euros. E tal como noutras PPP, o Estado assume os riscos e as concessionárias os lucros!
O custo total desta PPP será de cerca de 7 mil milhões de euros! Apenas como comparação, este valor é cerca de 9% da ajuda externa que vamos receber!

São 7 mil milhões de euros para produzir apenas 1% da energia nacional. 1%!
E é mentira o que foi dito pelo primeiro ministro (José Sócrates), de que as novas barragens representariam a importação de menos 3,3 milhões de barris de petróleo. Como, se em Portugal não há nenhuma central termoeléctrica que utilize petróleo para produzir energia eléctrica?

O 1% de energia que se vai obter com estas barragens seria facilmente poupado com adequadas medidas de uso eficiente da energia e a custos muito mais baixos.

As consequências ambientais destas barragens serão desastrosas. É de temer o desaparecimento de espécies como a lampreia, o sável, a enguia ou o salmão devido às alterações de caudais dos rios.

Também a qualidade da água ficará comprometida, sendo muito provável que Portugal não consiga cumprir a Directiva Quadro da Água. Nesse caso, quem pagará as multas? As concessionárias? Claro que não! Como de costume nestas negociatas do governo será o contribuinte o pagador!

Por fim, também a nível ambiental se constata que mais barragens representam maior retenção de sedimentos e maior erosão marítima, com todos os custos inerentes a este facto!

Também deveria ser levado em consideração que, com o aquecimento global dentro de 40 ou 50 anos os caudais dos rios serão muito menores, o que provocará quebras de produção de mais de 50%, o que torna estas novas barragens ainda mais inúteis!

Estas PPP são ruinosas para Portugal e um crime ambiental grave. Devem ser imediatamente abandonadas, sob risco de comprometermos ainda mais o futuro dos nossos filhos, quer do ponto de vista financeiro, quer ambiental! 

 



publicado por João Carvalho Fernandes às 19:45
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Abril de 2016
UMA ESCOLHA ESCANDALOSA
Sejamos claros: a escolha de Diogo Lacerda Machado para negociar vários assuntos em nome do Estado português é um escândalo. E nem sequer pela forma como foi apresentado por António Costa, com um critério que já não o recomenda - é o meu melhor amigo. Muito pior é a série de casos em que esteve envolvido no passado e que espero que um dia se venha a saber se foi pura incompetência ou corrupção: aquisição da Vem (Brasil) pela TAP; Sirespe (comunicações de emergência), com custos elevados e falhas frequentes; helicópteros Kamov (combate a incêndios), inadequados e extremamente caros - tudo negócios altamente ruinosos para o erário público. Como diz o povo, diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és...


publicado por João Carvalho Fernandes às 18:12
link do post | comentar | favorito

Sábado, 16 de Abril de 2016
OS PORTUGUESES DE PRIMEIRA

Mais uma vez se prova que há portugueses de primeira, os funcionários públicos, que têm mais direitos que os outros.

Enquanto, através da CGA, estes podem pedir a pré-reforma aos 55 anos, para os do privado é aos 60.

 

Decreto-Lei 10/2016 de 8 de Março:

 

Até à revisão do regime de flexibilização da idade de pensão de velhice por antecipação, o reconhecimento do direito à antecipação da idade normal de acesso à pensão de velhice, nos termos do n.º 2 do artigo 21.º do Decreto-Lei 187/2007, de 10 de maio, alterado pela Lei 64-A/2008, de 31 de dezembro, e pelos Decretos-Leis 167-E/2013, de 31 de dezembro e 8/2015, de 14 de janeiro, depende de o beneficiário ter idade igual ou superior a 60 anos e 40 ou mais anos civis com registo de remunerações relevantes para o cálculo da pensão.»

 

O presente decreto-lei entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 18 de fevereiro de 2016. - Augusto Ernesto Santos Silva. - Mário José Gomes de Freitas Centeno - Cláudia Sofia de Almeida Gaspar Joaquim.

Promulgado em 1 de março de 2016.

Publique-se.

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Referendado em 3 de março de 2016.

O Primeiro-Ministro, António Luís Santos da Costa.


tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 23:58
link do post | comentar | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

27
28
29
30


posts recentes

Porque passei a utilizar ...

É A GLOBALIZAÇÃO...

NÃO ESQUECEREMOS

HOME IS WHERE THE HEART I...

PORTAS - O aldrabão troca...

O TEU ROSTO SERÁ O ÚLTIMO...

WELL DONE, MR FARAGE!

SIM A MENOS BARRAGENS

UMA ESCOLHA ESCANDALOSA

OS PORTUGUESES DE PRIMEIR...

Banner Publipt
arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds