Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008
MOÇÃO DE CENSURA AO GOVERNO
De saudar a honestidade política do Bloco Central dos Interesses (PS+PSD+CDS), que vota todo contra a Moção de Censura apresentada pelo BE: No essencial, estão todos de acordo, portanto só podem votar contra!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 15:00
link do post | comentar | favorito

BCP (II)
O ponto mais negativo só se vai sentir / confirmar mais tarde, quando a transferência do Fundo de Pensões dos trabalhadores do BCP para a Segurança Social ocorrer.

Nessa altura muitos que agora não perceberam e não lgaram à súbita apetência do Governo por este Banco privado, vão perceber.....

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 12:30
link do post | comentar | favorito

BCP
O ponto mais positivo da Assembleia ontem realizada, foi sem dúvida a derrota do novo-rico / arrivista / convencido Berardo!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 10:30
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008
Lágrimas negras
Via: Unión Liberal CubanaPor Andrés Reynaldo, Miami * Cuba quiere libertad. Lo dicen esas mujeres de blanco que muestran por las calles de La Habana el coraje y la decencia que debían vestir los hombres de verde olivo. Lo dicen los jóvenes ahogados en alta mar cuyos cuerpos amanecen mordidos por los peces en las playas de nuestra conciencia. Lo dice (para ser románticos) el espíritu de los tiempos. Y lo dice, por omisión, el trastabillante dictador en sus habituales y caóticas reflexiones sobre la importancia de sí mismo, sobre la importancia de haber mutilado a una nación.Rumoran que Fidel padece de incontrolables accesos de llanto. Que llora a la hora de la papilla y a la hora del baño, antes de la siesta y después del noticiero. Que llora cuando ve a Chávez y cuando se acuerda de Randy. ¿Llorará por las vidas que ha destruido? ¿Llorará por el deliberado dolor infligido a millones de sus compatriotas? ¿Por la abrumadora carga de rencor y desprecio que deja sobre los hombros de sus hijos y nietos? ¿Llorará, en fin, por algo o alguien que no esté emponzoñado por su leguleyo narcisismo y su espeluznante frialdad?De Fidel se han escrito biografías y se han filmado documentales. Su principal hagiógrafo es un señor Premio Nobel y hasta Steven Spielberg (ese maestro del realismo socialista) lo considera un prodigio de virtudes. Sin embargo, nadie nunca nos ha dicho a quién ama Fidel. Sabemos que Hitler idolatró a su sobrina y que Stalin veneraba a su madre (solía llamarla virgencita). Trujillo, quizás, a sus hijos. Batista, sin duda, a los suyos. ¿Pero a quién habrá amado Fidel? ¿Por quién se habrá quedado sin apetito una semana? ¿Frente a quién habrá llorado en su adultez este hombre perturbadoramente lastimado en su infancia? Más importante aún, más terrible, ¿de qué lo puede redimir su llanto? ¿En qué medida sus lágrimas lavan las nuestras? ¿De qué vale que llore, si es que llora, como no sea para contaminar con los quejidos de su decrepitud el aterrado silencio que sembró en el corazón de los cubanos?Ahora que los últimos espasmos de su vida biológica testimonian, con visos de sainete, su muerte política, Cuba tiene que atreverse a echar a andar sobre sus ruinas. Ante todo, hay que aprender a imaginar el mañana. Cierto que ser libre implica un mar de incertidumbres, pero el miedo al futuro no anula la posibilidad del futuro. Por suerte, el castrismo agotó en la diaria y dura práctica sus cantos de sirena. Allí no va a quedar un mito. Allí van a saltar en una tarde de primavera los monumentos a Lenin y las estatuas del Che. Allí se harán misas por Pedro Luis Boitel y se estudiará como una abyecta y cantinflesca rareza la cláusula de fidelidad absoluta a la Unión Soviética que contemplaba la Constitución de 1976.Tuvo suerte Fidel. Tiene suerte Raúl. El proyecto revolucionario pudo cristalizar a plenitud. Los yanquis no invadieron, el ejército no se sublevó, el pueblo aguantó callado. Cincuenta años de poder absoluto, sin tener que perderse una sola borrachera. Al contrario, cobijados por la celebratoria fanfarria de la progresía, desde las odas de Silvio a los conciertos de Serrat, desde los poemas de Córtazar a las bendiciones de Leonardo Boff, desde las meditaciones de Sartre a las coqueterías de Danielle Mitterand. Lástima que el proyecto haya sido una reverenda mierda. Lástima que el mayor logro de la revolución haya sido Miami.¡Qué ironía, don Miguel Barnet! ¡Qué rizo del realismo mágico, don Cintio Vitier! Cientos de miles de presos políticos, decenas de miles de fusilados, la UMAP, Villamarista, la libreta de racionamiento, los procesos de depuración ideológica contra homosexuales y creyentes, las campañas de subversión en el Tercer Mundo, las guerras en Africa, los brutales sacrificios del período especial, el picadillo de claria, los bistés de frazada de piso y todo para convertir un sureño balneario de tercera categoría, desventajosamente rodeado de pantanos, en el verdadero milagro cubano de todos los tiempos. A 90 millas. Con Palacio de las Fritas, Colegio de Belén y hasta Casa de los Trucos.A la larga, lo mejor de la revolución han sido sus opositores, sus víctimas, sus humildes antídotos. Dentro y fuera de la isla. Los gusanos, los blandengues, los apátridas, la escoria, los mismísimos mercenarios del imperialismo. Los que envían el dinero de las remesas. Los que tararean el himno nacional en una celda de castigo. Cuba quiere libertad. Y ya sólo es cuestión de abrir un par de ventanas. Pensándolo bien, ¿será esto lo que ha puesto a llorar a Fidel?* Para El Nuevo Herald, Miami / Enero 10, 2008

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 10:00
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008
EM BUSCA - JOSÉ DURO
Ponho os olhos em mim, como se olhasse um estranho,E choro de me ver tão outro, tão mudado…Sem desvendar a causa, o íntimo cuidadoQue sofro do meu mal — o mal de que provenho.Já não sou aquele Eu do tempo que é passado,Pastor das ilusões perdi o meu rebanho,Não sei do meu amor, saúde não na tenho,E a vida sem saúde é um sofrer dobrado.A minh’alma rasgou-ma o trágico DesgostoNas silvas do abandono, à hora do sol-posto,Quando o azul começa a diluir-se em astros…E à beira do caminho, até lá muito longe,Como um mendigo só, como um sombrio monge,Anda o meu coração em busca dos seus rastros…José Duro

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 12:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008
O FILME DA SEMANA....
Never_Jamais2.JPG

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 17:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
TUBARÃO
Parabéns ao meu amigo José Barão das Neves, pela passagem do primeiro aniversário do seu blog.TUBARÃO

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 23:46
link do post | comentar | favorito

DIGNIDADE - PAULO DE OLIVEIRA FILHO
Um por todos e todos por um...
Se tal prece fosse levada em conta,
todos ganhariam,
o mundo seria outro,
o homem não seria prisioneiro do egoísmo,
no relacionamento humano haveria paz,
o bem seria caminho de todos,
ninguém passaria a vida
se achando um caso perdido ,
a dignidade nos corações teria valor,
nada venceria o amor.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 11:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008
Continuam as desonestidades intelectuais do Sr. Sócrates - MENTIROSO!
socrates7.jpgPublicado também no Democracia LiberalA notícia:Com a devida vénia ao Portugal DiárioTratado de Lisboa: referendo caiPrimeiro-ministro anuncia esta quarta-feira ao Parlamento que não haverá referendo. Decisão está alinhada com Cavaco Silva. Com excepção do PSD, todos os partidos protestam. Constitucionalista diz que não é mesmo preciso referendo O primeiro-ministro não vai referendar o Tratado de Lisboa. José Sócrates anuncia a decisão esta quarta-feira na Assembleia da República, durante o primeiro debate parlamentar deste ano, que o documento será ratificado por via parlamentar. Já esta terça-feira os socialistas serão informados da tomada de decisão do líder socialista, durante a reunião da Comissão Política do seu partido, segundo noticia o jornalPúblico. A posição de Sócrates é tornada pública no dia em que o Presidente da República advertiu para o «preço elevadíssimo» que a realização de um referendo poderia acarretar. E com os partidos da oposição a clamarem para o facto de José Sócrates ter incluído a consulta popular ao Tratado no seu programa de Governo. À excepção do PSD, que concorda com Sócrates, CDS, PCP, Bloco de Esquerda e Verdes reclamam referendo. «Espero que o primeiro-ministro cumpra a sua palavra em relação ao referendo [ao Tratado da União Europeia], porque defendo que a palavra de um político é para cumprir», declarou Paulo Portas, citado pela Lusa. A questão deverá aquecer, no entanto, o debate parlamentar desta quarta-feira, apesar da promessa de realização de um referendo presente no programa do Governo se referir ao Tratado Constitucional, que foi entretanto abandonado pela União Europeia. O programa do Governo previa o referendo porque o Tratado Constitucional determinava, entre vários pontos, a existência de uma bandeira e hinos únicos na UE, e de vários outros símbolos comuns entre os países membros - algo que o Tratado de Lisboa não veio a consignar.Mas o Tratado de Lisboa não é, por isso, Constitucional? O especialista Bacelar de Vasconcelos considera «excessivo» considerar-se constitucional o Tratado de Lisboa. Em declarações ao Portugal Diário, o constitucionalista considera que o Governo tem total liberdade para ratificar o Tratado de Lisboa pela via parlamentar por tratar-se de um documento mais reformador do que propriamente constitucional. «É excessivo considerá-lo constitucional. Não é obrigatório que este tratado, à luz da constituição portuguesa, seja referendado». Bacelar de Vasconcelos lembra que as diferenças entre os Tratados é grande, pois até a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, uma matéria porventura constitucional, foi retirada do corpo do Tratado de Lisboa, sendo por este apenas referida. No entanto, para Bacelar de Vasconcelos, a questão não é unânime entre os constitucionalistas, pois «no plano do Direito, a designação Constitucional pode ser defendida porque implica uma partilha de soberania». Cavaco e Sócrates alinhados «Desperdiçar a oportunidade que o Tratado de Lisboa representa constituiria um preço elevadíssimo para a União Europeia», disse o Chefe de Estado, citado pela agência Lusa, durante a cerimónia de apresentação de cumprimentos de Ano Novo pelo Corpo Diplomático acreditado em Lisboa, que decorreu no Palácio Nacional de Queluz. Na sequência da tomada de posição pública de Cavaco Silva, chamando a atenção para os riscos de um referendo ao Tratado de Lisboa, uma decisão sobre a qual terá sempre a última palavra, o primeiro-ministro dificilmente teria uma posição diferente e já era expectável que o referendo não se realizasse. Apesar de decidir-se pela não realização do referendo, o primeiro-ministro tem vindo a ponderar a sua opção de referendo, ouvindo informalmente diversos especialistas sobre o assunto, tendo inclusive consultado os membros do seu Governo durante o Conselho de Ministros que decorreu no passado domingo, segundo soube o PortugalDiário. O Tratado de Lisboa, que foi assinado na recta final da presidência portuguesa pelos 27 membros da UE, a 13 de Dezembro, tem de ser ratificado por todos os governos para entrar em vigor.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 13:00
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008
RESTAURANTE ELEVEN
Cada vez há mais razões para fugir deste restaurante de Lisboa templo de novos-ricos:Se já não bastasse a comida a preços nada razoáveis e os vinhos caríssimos, agora e segundo nos conta o Francisco José Viegas, também têm uma "Relações Públicas" fundamentalista e mal criada...A EVITAR TOTALMENTE!


publicado por João Carvalho Fernandes às 11:00
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

VISITA VIRTUAL AO TÚMULO ...

CHRIS GEOFFROY - A última...

BOLIVAR LUSÍADAS PROTAGON...

ANTÓNIO MEXIA - É SÓ COIN...

PROGRESSIVIDADE FISCAL

MENINAS E MENINOS DE OURO

CÂNTICO NEGRO - JOSÉ RÉGI...

ANTÓNIO COSTA, DEMITA-SE!

DESERTIFICAÇÃO...

MONUMENTO DE HOMENAGEM AO...

Banner Publipt
arquivos

Maio 2020

Fevereiro 2019

Junho 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

favoritos

Dos sítios que valem a pe...

Fazer um cruzeiro: yay ou...

Hoje vou contar-vos uma h...

Boa Noite e Bom Descanso

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds