Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009
CLAREZA, CORAGEM E FRONTALIDADE
Editorial no Democracia LiberalSão estes alguns dos atributos necessários ao próximo presidente do PND. Aos quais se deverá juntar ausência de receio de ser politicamente incorrecto e de "chamar os bois pelos nomes".Num país onde a rebaldaria, a corrupção e a sem vergonha imperam cada vez mais, tem de haver espaço para alguém que recuse o estado actual, que grite que "o rei ai nú" e que fale verdade. Para alguém que se oponha à camarilha que nos desgoverna e que se governa à nossa conta. Portugal não pode continuar a saque!Chegou a hora de o PND mostrar o que vale e ser bem diferente dos outros!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 11:37
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009
EDUCAÇÃO - ESTUDO DA OCDE?
socrates7.jpgSe ouvirem com atenção o que foi dito pelo primeiro-ministro na apresentação do estudo sobre educação, verão que ele nunca disse que o mesmo era da OCDE. Formalmente não mentiu. Mas todo o discurso está escrito para dar essa ideia, nomeadamente quando diz que nunca viu um estudo da OCDE com resultados semelhantes!É uma vergonha ter um primeiro-ministro destes!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 14:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009
Víctima no, responsable
Com a devida vénia a Yoani Shanchezgrafitti2.jpgPodría pasarme el día asustada, escondiéndome de esos hombres apostados allá abajo. Llenaría cuartillas con los costos personales que me ha traído este blog y con los testimonios de quienes han sido “advertidos” de que soy una persona peligrosa. Bastaría con que lo decidiera y cada uno de mis textos sería una larga queja o el dedo acusador de quien busca la culpa siempre afuera. Pero sucede que no me siento víctima, sino responsable.Estoy consciente de que he callado, que he permitido a unos pocos gobernar mi isla como si de una hacienda se tratara. Simulé y acepté que otros tomarán las decisiones que nos tocaban a todos, mientras me escudaba en el hecho de ser demasiado joven, demasiado frágil. Soy responsable de haberme colgado la máscara, de haber usado a mi hijo y a mi familia como argumento para no atreverme. Aplaudí -como casi todos- y me fui de mi país cuando estuve harta, diciéndome que era más fácil olvidar que intentar cambiar algo. También cargo con la deuda de haberme dejado llevar -algunas veces- por el rencor o por la sospecha, que hicieron mella en mi vida. Toleré que me inocularan la paranoia y en mi adolescencia, una balsa en medio del mar, fue un deseo frecuentemente acariciado.Sin embargo, como no me siento víctima, me subo un tanto la saya y le enseño mis piernas a los dos hombres que me siguen a todas partes. No hay nada más paralizante que una pantorrilla de mujer cuando le da el sol en medio de la calle. Como tampoco tengo madera de mártir, intento que no me falte la sonrisa, porque las carcajadas son piedras duras para los dientes de los autoritarios. Así que continúo mi vida, sin dejar que me conviertan en puro gemido, en sólo un lamento. A fin de cuentas, todo esto que hoy vivo ha sido producto también de mi silencio, fruto directo de mi anterior pasividad.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 10:30
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009
MAIS MEGALÓMANOS EM PORTO SANTO!
Cristiano Ronaldo prepara-se para perceber com um caso prático como mesmo ganhando balúrdios se consegue perder o dinheiro ainda mais depressa do que o tempo que levou a ganhar!Com a devida vénia ao Diário de Notícias da MadeiraHotel CR7 aguarda novo plano O principal obstáculo ao projecto turístico de Cristiano Ronaldo no Porto Santo está em vias de ser desbloqueado, anunciou ontem a edição 'on-line' do jornal 'Expresso'.A publicação refere que o Plano de Urbanização daquela ilha deverá ficar concluído "durante os próximos dias", segundo adiantou Sandra Jardim Fernandes, advogada da sociedade 'Plaza Prestige', que está a preparar o projecto. A partir daí os projectistas saberão o que será permitido nos terrenos que foram adquiridos por Cristiano Ronaldo. O projecto tem como sócios o empresário do futebolista, Jorge Mendes, e o presidente do Sporting de Braga, António Salvador. "Já estão todos cansados de esperar, porque tem havido, de facto, grandes atrasos", salienta Sandra Jardim Fernandes. E frisa que "este seria o timing ideal para o projecto avançar", tendo em conta a eleição de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do mundo. "É importantíssimo para o Porto Santo não perder esta oportunidade". A obra poderá avançar logo que o plano esteja aprovado. Com investimentos inicialmente estimados em 50 a 70 milhões de euros, o projecto contempla um hotel de luxo e moradias numa área de cerca de 10 hectares, na Calheta. "A ideia é que o hotel possa ser de 7 estrelas e ostentar o nome CR7, as iniciais de Cristiano Ronaldo e o número com que joga", acrescenta o jornal. Catanho Fernandes

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 25 de Janeiro de 2009
PORTAS NÃO COMENTA FREEPORT
Logo o Portas que gosta tanto de falar! Deve estar a fazer um esforço enorme para ficar calado, não vá o outro senhor romper o acordo...

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 20:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009
O SIMPLEX NO FREEPORT
Pelo menos o Sócrates tem sido coerente. Desde os tempos de ministro do Guterres que defende o simplex para a administração pública.

Até ajudou a aprovar o que demorava meses ou anos, em dias!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 10:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009
ENCOSTEI-ME - ÁLVARO DE CAMPOS
Encostei-me para trás na cadeira de convés e fechei os olhos, E o meu destino apareceu-me na alma como um precipício. A minha vida passada misturou-se com a futura, E houve no meio um ruído do salão de fumo, Onde, aos meus ouvidos, acabara a partida de xadrez. Ah, balouçado Na sensação das ondas, Ah, embalado Na idéia tão confortável de hoje ainda não ser amanhã, De pelo menos neste momento não ter responsabilidades nenhumas, De não ter personalidade propriamente, mas sentir-me ali, Em cima da cadeira como um livro que a sueca ali deixasse. Ah, afundado Num torpor da imaginação, sem dúvida um pouco sono, Irrequieto tão sossegadamente, Tão análogo de repente à criança que fui outrora Quando brincava na quinta e não sabia álgebra, Nem as outras álgebras com x e y's de sentimento. Ah, todo eu anseio Por esse momento sem importância nenhuma Na minha vida, Ah, todo eu anseio por esse momento, como por outros análogos — Aqueles momentos em que não tive importância nenhuma, Aqueles em que compreendi todo o vácuo da existência sem inteligência para o compreender E havia luar e mar e a solidão, ó Álvaro.Álvaro de Campos

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 18:30
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009
La revolución cubana: 50 años después - Con pocos logros para exhibir
Via: Unión Liberal CubanaPor Carlos Alberto Montaner carlosalbertom.jpgLAS ESTADÍSTICAS MUESTRAN QUE EL PAÍS NO ALCANZÓ LAS GRANDES METAS SOCIALES QUE PROMETIÓ LA REVOLUCIÓN. CINCUENTA AÑOS DESPUÉS DE QUE FIDEL CASTRO LLEGÓ AL PODER A CUBA, LA GRAN PREGUNTA SOBRE LA REVOLUCIÓN CUBANA NO ES SI FUE JUSTIFICADA, SINO SI VALIÓ LA PENA. BASADOS EN LAS EVIDENCIAS DISPONIBLES, LA RESPUESTA ES UN CLARO NO. Veamos las estadísticas concretas: Cuba tiene un 99.8 por ciento de alfabetización entre los adultos, uno por ciento más que Trinidad y Tobago, y una tasa de mortalidad infantil de 6 por cada mil nacidos vivos, un poco más baja que la de Chile, según el Informe de Desarrollo Humano de las Naciones Unidas de 2008. Eso convierte a Cuba en el país con la mejor tasa de alfabetización de adultos y la menor de mortalidad infantil en la región. Sin embargo, según el Anuario Estadístico de la ONU de 1957, Cuba ya estaba entre los cuatro países latinoamericanos con más alfabetizados y con mayor porcentaje de consumo calórico en ese año, así como el índice más bajo de mortalidad infantil de Latinoamerica. En lo que respecta al ingreso per cápita, el Informe de Desarrollo Humano de la ONU -la fuente estadística favorita del régimen cubano- indica que el ingreso per cápita de la isla es de USUS$ l 6,000 anuales, aunque la cifra está acompañada por un asterisco indicando que "estamos procurando generar un cálculo más preciso". De hecho, Cuba se niega a calcular su ingreso per cápita según las normas internacionales. Lo mismo ocurre con el índice de pobreza. "Las cifras del gobierno cubano no son creíbles, lo que hace que todo el mundo tenga que usarlas con un asterisco o no usarlas en absoluto", dice Carmelo Mesa Lago, profesor de Economía de la Universidad de Pittsburgh. El salario promedio de los cubanos es de alrededor de US$ 20 mensuales, según lo han reconocido los medios oficiales, lo que daría un ingreso promedio de US$ 240 anuales. Incluso si uno quiere aceptar la dudosa cifra oficial cubana de ingreso per cápita de US$ 6,000 anuales -que supuestamente toma en cuenta los subsidios estatales-, Cuba ocupa el puesto número 21 en Latinoamérica, muy por debajo de países como Argentina, e incluso por debajo de la República Dominicana, Surinam y Belice, según el informe de la ONU. Mientras que en 1959 Cuba ocupaba el primer lugar de Latinoamérica en el porcentaje de familias con televisores, hoy sólo el 70 por ciento de las familias cubanas tienen televisor, comparado con el 83 por ciento en El Salvador o el 76 por ciento en República Dominicana, según los Indicadores Mundiales de Desarrollo de 2008 del Banco Mundial. Sólo el 9 por ciento de los cubanos tienen acceso a un teléfono de línea fija y apenas el 1 por ciento de la población está suscrita a un servicio de telefonía móvil, según las cifras del Banco Mundial, uno de los porcentajes más bajos de la región, muy inferior al de Honduras. Lo que es peor, sólo 2 por ciento de los cubanos tiene acceso a Internet. En comparación, el 7 por ciento de los haitianos tiene acceso a Internet, según el Banco Mundial. Subsistencia y exasperación La isla es como un enorme jardín de infantes, donde todos tienen garantizado un ingreso de subsistencia mínima, pero el Estado lo decide todo. Es un buen lugar para subsistir si uno es un holgazán, pero puede ser exasperante para el que sea ambicioso o tenga opiniones propias. La desesperanza que reina en la isla es posiblemente uno de los factores que inciden en el alto índice de suicidio: de 24.8 por cada 100.000 personas, uno de los más altos de las Américas, según la Organización Mundial de la Salud. Todo lo anterior, sin contar el costo en sufrimiento humano. En Cuba casi el 10 por ciento de la población huyó al exilio. Cientos de miles de familias quedaron separadas por décadas, sin poder verse. Miles han muerto en el mar tratando de abandonar la isla. Un total de 2.077 cubanos murieron en las llamadas guerras internacionalistas de Cuba en Angola, Mozambique, Etiopía y otros países africanos, según cifras oficiales citadas por el autor Norberto Fuentes en su Autobiografía de Fidel Castro. Además, el Archivo Cubano, con sede en Nueva Jersey, afirma que lleva documentadas 8.273 ejecuciones y desapariciones desde 1959. Hay más de 200 prisioneros políticos, entre ellos 29 periodistas arrestados en 2003, muchos de ellos por poseer libros prohibidos, como 1984 , de George Orwell. El régimen cubano dice que los cubanos apoyan la revolución. Si así fuera, hace tiempo hubiera permitido elecciones libres. Si no lo hace, es porque sabe que las perdería. Y en cuanto al embargo comercial de Estados Unidos, al que muchos consideramos obsoleto, tiene tantos agujeros que difícilmente puede ser culpado por las carencias de la isla: Estados Unidos ya es el principal exportador de alimentos a Cuba. Otros países latinoamericanos, como Costa Rica y Chile, lograron más que Cuba, sin sacrificar libertades básicas y a un costo muchísimo menor en sufrimiento humano. Para los cubanos, la revolución puede haber sido justificada, pero no valió la pena.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 14:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009
YES, WE CAN!
pontape-no-socas1.JPG

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 14:30
link do post | comentar | favorito

Domingo, 18 de Janeiro de 2009
UM DIA HISTÓRICO NO PORTO DO FUNCHAL
PortoFunchal1.JPGPortoFunchal2.JPGPortoFunchal3.JPGPortoFunchal4.JPGCom a devida vénia ao Democracia LiberalO PND Madeira ajudou ontem a romper com o monopólio vigente na Madeira relativamente ao transporte de mercadorias. Uma manifestação promovida pelo PND permitiu o embarque de mercadorias no ferry-boat Naviera Armas apesar de várias tentativas no sentido de o impedir.A operação marítima com mercadorias tem estado reservada, em regime de monopólio a uma empresa tutelado pelo Grupo Sousa, com custos de operação bastante superiores, o que onera o transporte de qualquer mercadoria de e para a Madeira.A notícia do Diário de Notícias, com a devida vénia. Fotos Política Pura e DuraPND diz que a PSP foi chamada a travar embarque de mercadoriaO Instituto Portuário da Madeira tentou impedir a entrada de mercadorias no navio Armas que faz a ligação Canárias, Funchal, Portimão.O PND organizou uma manifestação no local e acabou por permitir o embarque de mercadoria. A operação acabou por ser efectuada sob fortes aplausos. De acordo com Baltazar Aguiar, dirigente da Nova Democracia, "havia agentes da PSP por todo o Funchal e à entrada do porto para travar o embarque dos atrelados alegando que o navio estava cheio, ou seja, em overbooking, …quando não era verdade. Facto que veio a ser provado", disse ao DN. E quer agora que o Ministro da Administração Interna esclareça que ordens foram dadas à PSP do Funchal para impedir a entrada de mercadorias no ferry espanholO problema dos portos da Madeira é um problema antigo há muito debatido por todos os partidos da oposição, dado que a operação marítima com mercadorias está reservada, em regime de monopólio a uma empresa tutelado pelo Grupo Sousa. Só que, recentemente, foi alargada a operação marítima ao transporte de passageiros e mercadorias a um armador espanhol. Este armador, ao utilizar uma ferry-boat gerou condições para um transporte concorrencial de mercadorias. Contudo, a respectiva licença não abrangerá o transporte de mercadorias, apenas de passageiros. Entendimento diferente tem o PND considerando que o que está em causa uma tentativa "descarada" de protecção ao monopólio do Grupo Sousa. Ontem, Baltazar Aguiar, deputado do PND, teve conhecimento de que o navio Armas recebera em alto-mar, quando se dirigia para a Madeira, um fax da Administração dos Portos da Região Autónoma (APRAM) que proibia o carregamento de mercadoria no porto do Funchal quando "há seis meses que o fazia e ninguém ligava nenhuma. O problema é que os empresários madeirenses começam a escolher transporte mais barato", disse.O deputado do PND organizou uma manifestação, convocou a comunicação social, e acabou por impedir a ordem da APRAM. Os carros com os atrelados acabaram por dar entrada no porão do navio quatro horas depois do previsto, sob fortes aplausos dos presentes. Para Baltazar Aguiar "há lodo no cais, com a conivência das autoridades regionais. A verdade é que ordem emanada pela APRAM não foi revogada, simplesmente foi verbalmente alterada», disse. O DN apurou que muitos empresários madeirenses passaram a utilizar o serviço do Armas, apesar do contrato de concepção estar limitado ao transporte de passageiros, tendo em conta os preços favoráveis praticados.LÍLILA BERNARDES

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 18:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29
30


posts recentes

BOLIVAR LUSÍADAS PROTAGON...

ANTÓNIO MEXIA - É SÓ COIN...

PROGRESSIVIDADE FISCAL

MENINAS E MENINOS DE OURO

CÂNTICO NEGRO - JOSÉ RÉGI...

ANTÓNIO COSTA, DEMITA-SE!

DESERTIFICAÇÃO...

MONUMENTO DE HOMENAGEM AO...

O ASTÉRIX QUE SE CUIDE!

CHURCHILL - WE SHAL FIGHT...

Banner Publipt
arquivos

Junho 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

favoritos

Dos sítios que valem a pe...

Fazer um cruzeiro: yay ou...

Hoje vou contar-vos uma h...

Boa Noite e Bom Descanso

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds