Terça-feira, 9 de Dezembro de 2003
BARNABÉ - LIXO
No passado sábado, no Público, a Helena Matos exprimiu claramente aquilo que penso, pelo que transcrevo o artigo. Acrescento só, que mais uma vez se prova que não há gente tão preconceituosa como a extrema esquerda. Retirado link.Os Herdeiros Por HELENA MATOSSábado, 06 de Dezembro de 2003 Não sei se por causa do distanciamento inerente ao suporte "on line", se pelo anonimato ou ainda pela informalidade coloquial que caracteriza a linguagem de muitos deles, encontramos nos blogues considerandos que os seus autores dificilmente assinariam num página de jornal ou profeririam numa televisão. É este o caso de um texto assinado por Daniel Oliveira no blogue Barnabé a propósito da participação de Odete Santos numa peça de teatro de revista actualmente em cena no Parque Mayer. A 21 de Novembro, sob o título "A Louca", Daniel Oliveira, escreveu no blogue Barnabé: "Odete Santos agora é actriz de revista. Parece-me indicado. Entre várias personagens, faz de D. Maria I, a Louca. Uma pessoa que conheço foi vê-la, por mero interesse antropológico (ou será psiquiátrico?)." Tal título, a par duma fotografia, retirada da revista "Visão" em que Odete Santos posa vestida de D. Maria I com a legenda "80 anos para isto", não passaram desapercebidas a muitos daqueles que fazem o mundo dos blogues. Vale a pena ler as respostas de Daniel Oliveira a estes comentários, nomeadamente àqueles que Pacheco Pereira fizera no seu blogue, Abrupto. Daniel Oliveira nega ter escrito o que escreveu "por Odete Santos ser feia ou bonita e ainda menos por ser mulher. Não, não se trata de nada da vida privada de Odete Santos. Odete Santos está a posar para o fotógrafo da revista 'Visão', consciente do que faz. E fá-lo para gáudio do seu partido, o partido de que fiz parte durante quase dez anos, onde nasci e onde se mantém grande parte daqueles que me deram formação política. Goste-se ou não da reserva a que se obrigam os dirigentes do PCP, ela fez parte da formação que recebi. '80 anos para isto' quer dizer isto mesmo: 80 anos de PCP, com altos e baixos, erros tremendos e muitos heróis. 80 anos onde o PCP nunca, até há três anos, usou o desequilíbrio de alguém para somar uns votos e dar um ar 'mais arejado'. (...) O título que lhe acrescentei é o que sinto que estão a fazer a uma herança que também é minha."Afinal o Barnabé é mesmo diferente dos outros: encontram-se outros blogues igualmente machistas e misóginos, mas o seu egocentrismo é inexcedível. Odete Santos não deve fazer teatro de revista para não destruir a herança de Daniel Oliveira, seja ela qual for. As heranças levam os mais comuns dos mortais a praticar destemperos inomináveis, mas exigir-se a alguém um determinado padrão de comportamento para que a herança de outrem não fique em risco é, sem dúvida, um caso inigualável. E, sobretudo, deixemo-nos de rodeios, não é verdade que o sexo, a idade e o aspecto físico de Odete Santos sejam alheios às afirmações que sobre ela tece Daniel Oliveira. Basta ler outros comentários inscritos nesse blogue para perceber o imaginário que está subjacente ao paradigma de imagens com que as mulheres aí são mimoseadas: "A ministra [Manuela Ferreira Leite] faz-me lembrar o caseiro que esconde a filha donzela a sete chaves para proteger a sua honra, mas não se importa que a filha do patrão seja uma galdéria, porque é uma rapariga moderna." Sendo mulher, Odete Santos teria nesta cosmogonia dois tipos de comportamento à escolha para não destruir a herança de Daniel Oliveira e dos seus clones: manter-se no estereótipo da camarada, companheira... testemunha muda dos "erros tremendos e muitos heróis" (no masculino, claro!) do partido, ou então adoptar o género "gauche caviar" tão a gosto do Bloco de Esquerda. Tivesse Odete Santos levado a sua vida parlamentar com o cinzentismo de Heloísa Apolónia e jamais seria referida para o bem ou para mal. Não só não dava cabo da herança de ninguém, como teria direito a que, no dia em que lhe dispensassem os serviços, a considerassem uma extraordinária companheira e outros extraordinários quejandos reservados às mulheres que fazem aquilo que os homens esperam que elas façam. Claro que, se Odete Santos fosse mais nova, se se preocupasse mais com o que aparenta ser do que com aquilo que é, sobretudo se, em vez de ter ido para o Parque Mayer, tivesse escolhido um grupo de teatro independente, preferencialmente um daqueles grupos tão independentes que se independentizaram do público, em vez de destruir a herança de Daniel Oliveira, estaria a bruni-la. E aí ninguém se chocaria com a má qualidade do texto da sua personagem. Antes pelo contrário, só tinha de andar dum lado para o outro sacolejadamente, sentar-se inopinadamente numa das duas cadeiras que, por junto, totalizam os adereços nestas peças, gritar dois ou três palavrões, suspirar uma vez e acabar a cena olhando para o infinito da sala vazia. Tivesse Odete Santos as medidas e a idade adequadas e até poderia nem representar. Bastava-lhe desfilar com a roupa dum qualquer criador para beneficiar desse sacrossanto estado de graça das "bonitas a valer/camaradas nada dogmáticas/intelectuais interessantíssimas". Veja-se, a este título, a polémica ocorrida em França a propósito da escolha da apresentadora de televisão Evelyne Thomas para busto da República. Quais são as suas qualidades republicanas?, perguntavam os mesmos que nunca se interrogaram sobre as qualidades republicanas doutras mulheres escolhidas anteriormente. Quais seriam, por exemplo, as qualidades republicanas duma das escolhidas anteriormente, Inês de La Fressange? Ser filha de aristocratas e dizer que teve uma educação selvagem na propriedade mais que secular da sua família? Quais seriam as qualidades republicanas de Laetitia Casta? Fazer desfiles de moda? E de Brigitte Bardot? E, pese os seus desempenhos cinematográficos, o que tem Catherine Deneuve a ver com a República? Não tendo nenhuma delas nada que republicanamente as distinga - antes pelo contrário, são beneficiárias desse incensado sangue azul que é a beleza -, porque não foi a sua escolha tão polémica quanto a de Evelyne Thomas, certamente a menos bonita de todas, mas a mais popular? É óbvio que existem herdeiros à esquerda e à direita, e nada é mais chauvinista e reaccionário do que aqueles momentos em que todos os herdeiros se unem em cruzada. Os herdeiros sentiram-se chocados, em França, com o facto de esta mulher, conhecida por apresentar programas televisivos de grande audiência, ter sido escolhida para representar a República. Em Portugal, os herdeiros da esquerda, supostamente renegaram a herança, mas, à cautela, querem que as vestais-camaradas zelem pela integridade do seu berço. Quando souberam que Odete Santos representava no palco do Parque Mayer, os herdeiros nem a foram ver. Contam o que lhes contaram e fazem contas de somar e subtrair na suposta herança que têm medo que seja delapidada. Como os filhos pródigos nos romances de Eça, os herdeiros sabem que um dia voltam a casa para pedirem a legítima ao paizinho.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 08:27
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Fernando a 14 de Dezembro de 2003 às 08:16
Caro JCF, há gente preconceituosa à esquerda e à direita e ao centro e em cima e em baixo e à frente e atrás. Não me parece, de todo, que o preconceito seja exclusivo de alguma ideologia política.
A respeito da Odete Santos ter entrado na revista, foi asneira. Apenas porque esta revista é mesmo muito, muito má.


De Jorge Afonso a 11 de Dezembro de 2003 às 12:12
FADO DO RE21 (conhecido como FADO DO BARNABÉ)

Faleceu no hospital
um amigo bestial
era o re21 e enrolava charros
e só deixou neste mundo
uma viúva no Dafundo
e um maço de cigarros
De seu nome Barnabé
original da Guiné
era um homem de recursos
certo dia no Areeiro
chamaram-lhe paneleiro
engoliu vivos dois ursos
Em noite de sexta feira
com uma grande bebedeira
até parece impossível
deu-lhe um aperto urinário
confundiu o sanitário
com a passagem de nível
Brutalmente trucidado
por não estar habituado
porque só bebia Gresso
vinte e um ó re21
arranjaste um trinta e um
és vítima do progresso.

ENA PÁ 2000


De Maxou a 9 de Dezembro de 2003 às 18:43
Muito bem. E ainda bem, que nunca cheguei a "linkar" o Barnabé no meu blog.
É de oferecer um charuto ao DO, a ver se ele se acalma.
CC


De O Velho da Montanha a 9 de Dezembro de 2003 às 17:32
Tsss! Tsss! Eu cá já deconfiava duma coisa deste tipo, portanto não me espanta. E querem eles dar lições de moral...


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

CHRIS GEOFFROY - A última...

BOLIVAR LUSÍADAS PROTAGON...

ANTÓNIO MEXIA - É SÓ COIN...

PROGRESSIVIDADE FISCAL

MENINAS E MENINOS DE OURO

CÂNTICO NEGRO - JOSÉ RÉGI...

ANTÓNIO COSTA, DEMITA-SE!

DESERTIFICAÇÃO...

MONUMENTO DE HOMENAGEM AO...

O ASTÉRIX QUE SE CUIDE!

Banner Publipt
arquivos

Fevereiro 2019

Junho 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

favoritos

Dos sítios que valem a pe...

Fazer um cruzeiro: yay ou...

Hoje vou contar-vos uma h...

Boa Noite e Bom Descanso

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds