Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2004
A ADESÃO DA TURQUIA À U.E.
Uma das questões que ressalta logo quando se discute a possível adesão da Turquia à U.E. é a sua situação geográfica. Enquanto uns lançam o facto de 95% do território não estar no continente europeu, outros contrapõem que Chipre está mais a Este e passou a membro.

Enquanto uns defendem que a adesão não deve ocorrer por ainda haver muitos atropelos aos direitos humanos (dos curdos, das mulheres, problemas de tortura, etc), outros acham que a situação melhorou muito nos últimos anos, principalmente pela pressão internacional decorrente da vontade do país aderir.

A questão religiosa também é muitas vezes citada. Para alguns o facto de ser um país islâmico é um ponto negativo, por a U.E. ser predominantemente de cultura cristã. Outros defendem que esse aspecto não é relevante, principalmente por a base do estado turco ser laica.

Um aspecto que também é muitas vezes apontado é o facto de a adesão da Turquia ser factor de instabilidade no país e na União por a um crescimento acelerado (10% ao ano) e a um controlo da inflação (que baixou em cerca de 10 anos de 90 para 9%) se contrapôr um cada vez maior fosso entre regiões ricas e pobres do país, que ainda por cima tem cerca de 50% do PIB gerado pela economia paralela! Uma adesão nestas condições iria fatalmente provocar um êxodo das áreas rurais para as urbanas e para alguns dos países da U.E..

Outro problema actual da Turquia é que apesar de muita legislação ter sido feita, principalmente na área dos direitos humanos (abolição da pena de morte, primazia do direito internacional nessas matérias, direitos dos curdos, etc), a sua aplicação prática ainda é diminuta.

Mas uma das principais causas para alguns se oporem à entrada da Turquia é claramente o peso que esta teria numa futura União: tudo leva a crer que em dez ou quinze anos a sua população ultrapasse a do maior país da U.E., a Alemanha. Logo, seria o país com mais votos, o que desagrada profundamente a quem se habituou a ter grande peso nas decisões.

Outro aspecto muito pouco focado e que gera muita oposição (oculta sob outros argumentos) é a certeza de que com a adesão da Turquia se esfuma o sonho de alguns de transformar a Europa num Estado Federalista.

Só o tempo dirá se o processo que agora se inicia desembocará em adesão plena. Pela primeira vez, as negociações não têm como certeza a adesão. Mas se a Turquia continuar no caminho onde está e cumprir todas as exigências da União Europeia, dificilmente esta poderá recusar a entrada.


publicado por João Carvalho Fernandes às 22:15
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Nuno M Almeida a 20 de Dezembro de 2004 às 23:06
Subscrevo!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

CHRIS GEOFFROY - A última...

BOLIVAR LUSÍADAS PROTAGON...

ANTÓNIO MEXIA - É SÓ COIN...

PROGRESSIVIDADE FISCAL

MENINAS E MENINOS DE OURO

CÂNTICO NEGRO - JOSÉ RÉGI...

ANTÓNIO COSTA, DEMITA-SE!

DESERTIFICAÇÃO...

MONUMENTO DE HOMENAGEM AO...

O ASTÉRIX QUE SE CUIDE!

Banner Publipt
arquivos

Fevereiro 2019

Junho 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

favoritos

Dos sítios que valem a pe...

Fazer um cruzeiro: yay ou...

Hoje vou contar-vos uma h...

Boa Noite e Bom Descanso

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds