Segunda-feira, 16 de Abril de 2007
A LACUNA - IONESCO
É este o título da peça de teatro, em um acto, que representei no último ano em que andei no liceu. (LA LACUNE - EUGÈNE IONESCO)Não sei porque é que me tenho lembrado disto nos últimos dias, dado que vai a caminho de trinta anos (!).Trata-se de uma curta peça, onde um académico com múltiplas condecorações, com vários doutoramentos, presidente da comissão do Baccalauréat (exame equivalente ao 12º ano), doutor honoris causa de várias Universidades e três vezes Prémio Nobel, descobre por acaso que nunca tinha feito esse mesmo exame (Baccalauréat)... Apesar de todos os sucessos posteriores, decide fazê-lo. E chumba! E toda a peça se passa a partir do momento em que lhe vêem anunciar que reprovou.Sa femme lui dit : « Tu n'aurais pas dû te présenter... » L’ACADÉMICIEN. - Il y avait un trou. LA FEMME. - Personne ne s'en doutait. L’ACADEMICIEN. - Moi, je le savais. D'autres auraient pu le savoir... A Esposa diz-lhe: Não devias ter feito o exame... O Académico: - Havia uma falha. A Esposa: Ninguém desconfiava. O Académico - Eu sabia-o. Outros poderiam vir a saber....

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 22:30
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007
PROJECT GUTENBERG
Gutemberg.JPGO Projecto Gutenberg, a mais antiga biblioteca electrónica do Mundo, já está disponível em Português, na Internet.Os milhares de livros-e disponibilizados gratuitamente no PG são produzidos por voluntários de todo o Globo, sozinhos ou no sítio de revisão colectiva Distributed Proofreaders.A nova versão pretende aumentar as taxas de literacia e a produção de livros electrónicos gratuitos no Mundo de Expressão Portuguesa. Espera-se, dentro de uma década, ocupar a terceira posição no número de obras em línguas europeias. Um objectivo ousado, que depende da capacidade de mobilização de toda a Comunidade Lusófona. Qualquer pessoa pode ser um voluntário. Apenas precisa de um livro velho. E de amor pelas Letras em Língua Portuguesa. Mais pormenores nesta página.Algumas dúzias de livros (antigos) já disponíveis em português, aqui

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 11:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007
O ano do nascimento de Miguel Torga
Com a devida vénia ao O Primeiro de JaneiroA Delegação Regional da Cultura do Norte promove durante este ano as comemorações do centenário de Miguel Torga. Para homenagear o mais ilustre contista transmontano está agendado um conjunto diverso de actividades, que arranca hoje, dia em que se cumprem 12 anos da sua morte.artigos-bin_imagem_1_jpg_0728430001168982875-832.jpgAna Sofia RosadoO ano de 2007 vai ser dedicado às comemorações do centenário de Miguel Torga, que nasceu a 12 de Agosto de 1907 em Sabrosa, Vila Real, e faleceu a 17 de Janeiro de 1995, em Coimbra. O escritor transmontano vai ser homenageado com espectáculos musicais, peças de teatro, apresentação de livros, roteiros, concursos de fotografia e no lançamento de um selo comemorativo até ao final do ano. Trata-se de uma iniciativa coordenada pela Delegação Regional da Cultura do Norte, em colaboração com as câmaras municipais de Sabrosa e Vila Real, Cooperativa Árvore, Círculo Cultural Miguel Torga, Teatro de Vila Real, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Junta de Freguesia de S. Martinho de Anta, IPPAR, Instituto de Estradas, Centro Português de Fotografia, Quercus, CTT e Museu do Douro, entre outras entidades. Hoje, quando se cumprem 12 anos da morte do escritor, o Círculo Cultural Miguel Torga vai desenvolver diversas actividades na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Vila Real) e em S. Martinho de Anta (Sabrosa). O dia abre às 9h30 com uma concentração escolar do ensino básico e secundário dos distritos de Vila Real e de Bragança na Aula Magna da universidade. Segue-se a apresentação do programa das comemorações pelo Círculo e uma intervenção sobre a vida e a obra do escritor por Maria Assunção Morais Monteiro (professora catedrática da UTAD). Após a representação do conto «O Vinho» pelo grupo Filandorra – Teatro do Nordeste, António Oliveira (doutorado em Ciências da Literatura e colaborador do JANEIRO) protagoniza uma comunicação intitulada «Os lugares donde: metáfora obsessiva nos contos de Torga». Pelas 11h00 vão ser apresentados trechos da obra torguiana por todas as escolas participantes na iniciativa. Um recital de poesia de Torga por actores da companhia teatral Filandorra encerra a manhã. Depois do almoço, realiza-se uma visita torguiana aos locais de referência da obra literária do homenageado em S. Martinho de Anta, como a escola, a casa, o Largo do Eirô, o negrilho e o cemitério.Em Coimbra, a partir das 10h00, o departamento de Cultura da autarquia levará hoje a cabo a viagem inaugural das visitas guiadas no Troleicarro Miguel Torga (linha n.º3 dos SMTUC). O circuito reconstitui o percurso quotidiano da casa ao consultório utilizado pelo escritor. A concentração faz-se junto à Estação Nova.Ainda neste mês vai ser lançado o Espaço Torga, um edifício com auditório e sala de exposições, entre outras valências, em São Martinho de Anta (Sabrosa); também hoje será colocada uma placa alusiva ao ‘Reino Maravilhoso’ no Alto de Espinho; e dia 16 de Fevereiro arranca o concurso de fotografia «Bichos».Música, teatro e performance «Torga – Retratos e Paisagens» dá nome a um concerto itinerante da Camerata Senza Misura que vai às cidades de Vila Real, Caldas do Gerês, Porto (Casa da Música), Coimbra, Bragança, Guimarães, Chaves, Santiago de Compostela e Zamora, em Maio, Julho, Setembro e Outubro. Este agrupamento de câmara foi formado em Novembro de 2002 e conta com nove músicos em sopros, cordas e piano.O destaque de Março vai para a peça «Miguel Torga – Diário (I-XVI)», com direcção de João Pedro Vaz, em cena nos palcos dos teatros municipais de Vila Real, Bragança e Coimbra (Sá de Miranda). Com estreia marcada para 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, a peça refere-se a seis décadas de notas de Miguel Torga depois de ter concluído o curso de Medicina, em 1933, de partir para ‘O Reino Maravilhoso’ (Brasil), do regresso ao Portugal dos anos 40, das viagens e das consultas do Dr. Adolfo Correia da Rocha.Em Abril, dia 21, terá lugar a performance «Quando Torga partiu para o Brasil», em plena viagem de comboio turístico entre Vila Real e o Peso da Régua. Durante o percurso encena-se uma reconstituição do episódio marcante na vida do escritor baseada n’«A Criação do Mundo».No âmbito das itinerâncias estão programadas duas mostras. O espólio bio-bibliográfico do contista exímio, mas também do romancista, ensaísta e dramaturgo, abre-se à divulgação e compreensão da sua obra de Maio a Dezembro, percorrendo o Norte do País – Vila Real, Bragança, Chaves, Amarante, Vila Nova de Famalicão e Braga – e visita Santiago de Compostela.Nas artes plásticas, a mostra «Retratos e Paisagens» parte da Cooperativa Árvore, no Porto, que convidou alguns artistas contemporâneos de diversas gerações a realizar duas telas cada, com o mesmo formato e dimensão. A unidade que resulta deste trabalho inspirado na personalidade e obra de Torga será exposto nas cidades de Vila Real, Chaves, Lamego, Bragança e Zamora, a partir de Julho. Recorde-se que foram mais de 50 as obras que o escritor publicou desde os 21 anos.De Julho a Agosto vai ser apresentado o livro de fotografia «Diário Douro», que se propõe fazer uma unidade visual do universo torguiano, servindo-se de uma selecção de textos do «Diário». A obra será apresentada em diversas localidades transmontanas e durienses, como Peso da Régua, Macedo de Cavaleiros, Freixo de Espada à Cinta e São João da Pesqueira.Nos projectosNo dia 28 de Setembro, Vila Real promove o seminário «Torga: Outras Leituras», que visa uma abordagem interdisciplinar do homem e da obra, pela Antropologia, Filosofia, Geografia, História e Sociologia. De Março a Dezembro, o debate acontece também em Sabrosa, com um Ciclo de Estudos sobre o desenvolvimento regional. A câmara municipal vai ainda inaugurar circuitos torguianos durante os meses de Junho e Setembro. Várias localidades vão ser palco de sessões de contos baseados na obra, a cargo do grupo Os Contadores de Histórias.A 2 de Junho, realiza-se o Roteiro de Miguel Torga, em Sabrosa e Vila Real, no âmbito do projecto «Um Rio de Letras», no qual os participantes vão ter a oportunidade de conhecer os locais que mais influenciaram a criatividade do escritor. Também no humor Torga será homenageado, de 23 de Junho a 31 de Julho, durante o Salão Luso-Galaico de Caricatura, em Vila Real. Nesta cidade, o poeta Manuel Alegre irá proferir uma palestra sobre o escritor.O Museu do Douro, por sua vez, desenvolve ao longo de 2007 o «Projecto Postal Torga». Trata-se de um intercâmbio escolar que cria uma rede de leitura da poesia de Miguel Torga, que se estreou com o volume «Ansiedade» em 1928. O projecto recorre ao correio tradicional e electrónico, a visitas guiadas e às rogas – ranchos de homens e de mulheres que animavam com os seus cantares a faina das vindimas ao som dos bombos, ferrinhos, braguesas e concertinas – na prosa e poesia do autor homenageado.As comemorações encerram em Dezembro, com o lançamento no dia 14 do DVD «A Terra antes do Céu», de João Botelho. Em filme estão registadas diversas criações: a musical, de compositores contemporâneos que se inspiraram nos textos de Torga; a plástica, de pintores que transfiguraram personagens ou passagens do ‘Reino Maravilhoso’; e material, das pedras, dos montes e dos corações de homens e de animais do universo torguiano.Miguel Torga, cujo nome de baptismo era Adolfo Correia da Rocha, nasceu a 12 de Agosto de 1907 em São Martinho de Anta, concelho de Sabrosa, e faleceu a 17 de Janeiro de 1995, em Coimbra.--------------------------Das ediçõesNa área das edições, Sabrosa acolhe dia 11 de Novembro o número do centenário da revista «Terra Feita Voz», com testemunho inédito de personalidades nacionais que vão analisar a vida e obra de Miguel Torga das diversas áreas de conhecimento.No Dia Internacional dos Conjuntos, Monumentos e Sítios, 18 de Abril, será editado um conjunto de textos de Miguel Torga sobre o Santuário de Panóias.No âmbito das comemorações está ainda agendada para 12 de Agosto a emissão do Selo Comemorativo de Miguel Torga, uma iniciativa realizada com a colaboração dos CTT e do Governo Civil de Vila Real.Durante este ano, a Delegação Regional da Cultura do Norte dá continuidade à edição dos roteiros literários do projecto «Viajar com…», desta vez convidando os escritores Pina de Morais e Domingos Monteiro, que tal como Torga beberam inspiração no cenário duriense.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006
CARLOS VAZ MARQUES lança MPB.pt
MPB_CVM2.jpgMPB_CVM1.jpgMPB_CVM3.jpg

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 06:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006
RIVOLI - CCB
Tanto barulho por causa de um grupo de teatro que ninguém quer ver e agora que o Governo acaba com uma realização (Festa da Música) que era campeã de afluência de público, os camaradas calam-se bem caladinhos!

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 00:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006
LIVRARIA LETRA LIVRE
Via: Almocreve das PetasAinda não tive tempo de visitar pessoalmente, mas pelo que tenho andado a "espiolhar" nos últimos dias na net, esta nova livraria promete. Muito boas aquisições em perspectiva para quem goste de livros...dscn1548250_1153756377.jpgUma pequena livraria, de livros novos e usados, localizada no centro de Lisboa especializada em literaturas de língua portuguesa e ciências humanas. Antropologia, África, Brasil, Género, História social, Lisboa, Literatura, Poesia, Política, Sociologia são algumas das nossas secções. Damos também principal destaque às pequenas editoras independentes: Antígona, Apenas, Aquário, Averno, Deriva, Dinossauro, Edições Mortas, &etc, Ela por Ela, Fenda, Frenesi, Ulmeiro.Pelo que já me apercebi, vale mesmo a pena andar a surfar no site deles:Livraria Letra Livre

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 12:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2006
O LOBO E O CORDEIRO - LA FONTAINE
Le Loup et l'AgneauLa raison du plus fort est toujours la meilleure : Nous l'allons montrer tout à l'heure. Un Agneau se désaltérait Dans le courant d'une onde pure. Un Loup survient à jeun qui cherchait aventure, Et que la faim en ces lieux attirait. Qui te rend si hardi de troubler mon breuvage ? Dit cet animal plein de rage : Tu seras châtié de ta témérité. - Sire, répond l'Agneau, que votre Majesté Ne se mette pas en colère ; Mais plutôt qu'elle considère Que je me vas désaltérant Dans le courant, Plus de vingt pas au-dessous d'Elle, Et que par conséquent, en aucune façon, Je ne puis troubler sa boisson. - Tu la troubles, reprit cette bête cruelle, Et je sais que de moi tu médis l'an passé. - Comment l'aurais-je fait si je n'étais pas né ? Reprit l'Agneau, je tette encor ma mère. - Si ce n'est toi, c'est donc ton frère. - Je n'en ai point. - C'est donc quelqu'un des tiens : Car vous ne m'épargnez guère, Vous, vos bergers, et vos chiens. On me l'a dit : il faut que je me venge. Là-dessus, au fond des forêts Le Loup l'emporte, et puis le mange, Sans autre forme de procès. Versão brasileira:O LOBO E O CORDEIRONa água limpa de um regato,matava a sede um cordeiro,quando, saindo do mato,veio um lobo carniceiro.Tinha a barriga vazia,não comera o dia inteiro.- Como tu ousas sujara água que estou bebendo?- rosnou o Lobo a antegozaro almoço. - Fica sabendoque caro vais me pagar!- Senhor - falou o Cordeiro - encareço à Vossa Altezaque me desculpeis mas achoque vos enganais: bebendo,quase dez braças abaixode vós, nesta correnteza,não posso sujar-vos a água.- Não importa. Guardo mágoade ti, que ano passado,me destrataste, fingido!- Mas eu nem tinha nascido.- Pois então foi teu irmão.- Não tenho irmão, Excelência.- Chega de argumentação.Estou perdendo a paciência!- Não vos zangueis, desculpai!- Não foi teu irmão? Foi o teu paiou senão foi teu avô.Disse o Lobo carniceiro.E ao Cordeiro devorou.Onde a lei não existe, ao que parece,a razão do mais forte prevalece

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 09:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Julho de 2006
MANUEL AGUIAR - EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA
ManuelAguiar_2.JPGUm olhar sobre a arquitectura contemporânea que se vai fazendo entre o Porto e Aveiro, especialmente focada no trabalho do Arq. Lopes da Costa.De 13 a 30 Julho no auditório do Posto de Turismo Praia do Furadouro, Quinta a segunda 10 às 13 e das 14 às 18, terças das 10 às 13H00. Mais informações a conferir nos sítios:www.cm-ovar.ptwww.ordemdosarquitectos.ptwww.oasrs.org

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 12:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Junho de 2006
MUSEU DE GEODESIA - VILA DE REI
Via: Câmara Municipal de Vila de ReiÚnico no país localiza-se exactamente no Centro Geodésico de Portugal, sito no cume da Serra da Milriça.Resultado de um acordo de colaboração entre a Câmara Municipal de Vila de Rei e o Instituto Geográfico Português, que organizou o respectivo conteúdo museológico, o Museu de Geodesia dispõe de uma zona de acolhimento aos visitantes com venda de objectos alusivos à Geodesia e ao concelho de Vila de Rei, um bar, sala de exposições e pequeno auditório multimédia. Horário: Quarta, Quinta, e Sexta-feira 13.00h - 17.00h; Sábado e Domingo 10.00h - 12.00h e 13.00h - 17.00h (encerra 2ª feira, 3ª Feira e feriados) - GRATUITOLocalização: Centro Geodésico de Portugal - Vila de ReiContacto: 274 890 010

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 16:00
link do post | comentar | favorito

CENTRO GEODÉSICO DE PORTUGAL - VILA DE REI
Via: Câmara Municipal de Vila de ReiSaindo de Vila de Rei em direcção à Sertã, 1800m depois, encontrará devidamente assinalado o desvio para o Picoto da Milriça. 900m depois e encontrar-se-à no Centro Geodésico de Portugal o que significa estar no centro do país.Com uma altitude de 600 m, este local permite ao seu visitante uma visão de 360º sobre um horizonte vastíssimo, em que se destaca a Serra da Lousã e, com tempo limpo, a Serra da Estrela - esta quase a 100 kms. Neste local existe o Museu da Geodesia. Sala de exposição temática, pequeno auditório, loja de recordações e bar, enriquecem este espaço num local que é uma das referências do concelho.

tags:

publicado por João Carvalho Fernandes às 11:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

DUAS EXCELENTES ENTREVIST...

O TEU ROSTO SERÁ O ÚLTIMO...

A NOSSA CRISE MENTAL - FE...

BIBLIOTECA DO CONVENTO DE...

ESPELHO ÍNTIMO em 1º do t...

APRESENTAÇÃO DO LIVRO ESP...

O AUTOR DE: “Uma mentira ...

IN MEMORIAM - ALFREDO SAR...

RUI COSTA PINTO EDIÇÕES

OFICIO DIÁRIO

Banner Publipt
arquivos

Fevereiro 2019

Junho 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Setembro 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

Novembro 2003

Outubro 2003

Setembro 2003

Agosto 2003

Julho 2003

Junho 2003

Maio 2003

Abril 2003

Março 2003

tags

todas as tags

favoritos

Dos sítios que valem a pe...

Fazer um cruzeiro: yay ou...

Hoje vou contar-vos uma h...

Boa Noite e Bom Descanso

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds